Chocolate belga, suiço e nacional: Qual a diferença

É muito comum ouvirmos falar sobre chocolate belga, suíços ou dos nacionais na hora que se está procurando produtos para fazer sobremesa. Mas tanto os clientes, como muitos confeiteiros iniciantes podem não entender qual a diferença desses chocolates, que são conhecidos como mais nobres. Além de não saberem como escolher bons chocolates nacionais para as suas receitas.
Para ajudar nisso, nesse artigo vamos falar sobre a diferença de cada um deles e qual o melhor para as suas receitas. Confira abaixo!

Chocolate belga

Considerado como um dos melhores chocolates do mundo, o chocolate belga tem um sabor mais amargo e intenso da presença do cacau. Os chocolates belgas costumam ter 35% de sólidos de cacau em sua composição.

chocolate belga

Por conta disso, ele também possui aspecto mais escuro que outros tipos de chocolate e seu sabor é mais denso e demora mais para derreter na boca.

Outra característica do chocolate belga é que a presença de leite e açúcares é bem menor, ele também não tem gordura vegetal, sendo que o principal e mais presente ingrediente é realmente o cacau. Por isso, ele é considerado um dos melhores chocolates para se trabalhar.

No Brasil podemos facilmente encontrar chocolates belgas vendidos pela marca Callebaut, versões ao leite, meio amargo, branco e a novidade o Chocolate Ruby. (confira nossa receita de Brigadeiro com o chocolate Ruby)

chocolate callebaut

Chocolate Suíço

Também é um chocolate muito conhecido e está no top dos melhores do mundo, os chocolates suíços são mais ricos em leite, o que faz com que eles derreta na boca mais facilmente, além do sabor aveludado provocado pelos ingredientes presentes nele.

chocolate suico

Esses chocolates contam com 30% de cacau e passam por um processo conhecido como conchagem quando ainda estão líquidos.

O processo consiste em misturar, agitar e aerar o chocolate líquido e só depois disso ele é solidificado para então ser vendido para consumo imediato ou para misturas. Esse processo ajuda a diferenciar os chocolates suíços de outros chocolates ao redor do mundo.

Chocolate nacional

Quando falamos de chocolate nacional, muitas pessoas ainda tem preconceitos com esse chocolate, afinal muita gente confunde o chocolate hidrogenado com o chocolate puro. Assim como os importados, ele também tem suas propriedades e diferenciações em relação aos outros.

Para um chocolate no Brasil ser considerado chocolate precisa ter em sua composição pelo menos 25% de cacau, segundo resolução da Anvisa, o que é um valor menor do que todos os outros. Em outros países, o percentual mínimo para ser considerado chocolate varia de 32% a 35%.

Mas apesar disso a industria nacional evolui muito e hoje temos uma variedade gigantesca de chocolates nacionais. Marcas como Nestlé, Harald, Sicão, trazem para o mercado uma extensa variedade de sabores. Incluindo produtos com porcentagem maior de cacau.
chocolate nacional

Leia sempre o rótulo do chocolate para saber são os ingredientes, qual a porcentagem de cacau e de gorduras vegetais. Quanto menos gorduras vegetais tiver e quanto mais presença de cacau puro, mais nobre é chocolate nacional, e melhor sabor vai trazer para suas receitas.

Por fim, qual a principal diferença entre os três tipos?

Fazendo um resumo das diferenças principais entre o chocolate belga, suíço e o nacional podemos constatar que:
Chocolates belga são mais puros e feitos com menos leite e mais concentração de cacau.
Chocolate suíço: Tem maior concentração de leite, são mais aveludados e derretem na boca.
Chocolate nacional: Tem concentração de açúcar e gorduras vegetais.

Nossa escolha é sempre pelo chocolate Belga ou Nacional. E você, qual chocolate mais gosta de usar?

Você também pode gostar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.