A Origem do Brigadeiro – História do Brigadeiro

Algo que nós, da Confeitaria de Sucesso, amamos é conhecer as histórias por trás das grandes invenções culinárias. Obviamente, nem sempre chegamos à história “real” de todas, porque às vezes faltam registros oficiais das criações. Por exemplo: será que a história do brigadeiro, nossa amada criação brasileira, é real e oficial?

historia do brigadeiro

Vamos desvendar agora! Vem conhecer a história do doce que não pode faltar em festas, nem em uma tarde de domingo.

Quem criou o brigadeiro?

Embora muitas pessoas não acreditem, o brigadeiro é genuinamente brasileiro. Quando estrangeiros aportam em nossas terras e o experimentam, eles logo quem levar a receita para replicar lá fora, onde chamam o doce de “trufa brasileira”.

brigadeiro brigadeirro comun98

Dona Heloísa Nabuco não sabia que isso aconteceria com o seu humilde e saboroso doce, quando o criou em homenagem ao Brigadeiro Eduardo Gomes. É isso mesmo: o brigadeiro surgiu a partir de uma homenagem. E o nome é uma patente nas forças armadas.

Por que Heloísa Nabuco criou/homenageou o brigadeiro
Na metade da década de 1945, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, o Brasil passava por eleição para presidente. Um dos candidatos era o Brigadeiro Eduardo Gomes, que tinha muito prestígio entre as mulheres.

brigadeiro tradicional

Várias delas faziam campanha voluntária para o candidato, promovendo encontros, chás, festas etc, a fim de dar mais visibilidade ao Brigadeiro. Foi em uma dessas reuniões, cheias de guloseimas, que Dona Heloísa Nabuco apareceu com um doce feito à base de leite de condensado, manteiga e chocolate, apenas. E não foi nenhuma vozinha que produziu ou nenhum doceiro que o criou a partir de uma receita que deu errado – como a maioria dos doces pelo mundo.

O sucesso da explosão de sabores do doce foi tão grande no comitê que ele passou a ser produzido em maior quantidade para distribuir nas outras reuniões.

Mais curiosidades sobre a história do brigadeiro

Um detalhe importante é que, por se tratar de pós-guerra, não havia tanto leite fresco à disposição. Por isso, Dona Heloísa lançou mão do leite condensado, que foi criado para esterilizar a pré-refrigeração do leite. O leite condensado acabou de tornando indispensável em tempos de guerra.

Coincidentemente ou não, a Nestlé passou a comercializar leite condensado na mesma época. Portanto, a sua publicidade também ajudou a aumentar a visibilidade do brigadeiro no Brasil.

vote brigadeiro

Outro ponto curioso sobre a história do brigadeiro é que o candidato homenageado não venceu as eleições. E, ah, até os anos 1950, o brigadeiro era conhecido como “doce de brigadeiro”, até que foi reduzido ao último nome. Mas, no Rio Grande do Sul, ao contrário do restante do país, o doce é chamado popularmente de negrinho.

A receita do brigadeiro acabou servindo de base para adaptações importantes e que fazem o paladar de todo mundo, como é o caso do beijinho e do cajuzinho. No beijinho, em vez de chocolate, a receita leva o coco. E na receita do cajuzinho, adiciona-se o amendoim.

Você também pode gostar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.